Arquivos

José María, o Peregrino

Em uma ensolarada manhã de verão, acordei tentando espantar os pensamentos suicidas com um banho de água morna. Estava na cidade de um santo e, no desespero, resolvi apelar para ele, São Francisco de Assis. Mesmo incrédula, pedi ajuda a fim de aliviar as dores emocionais com alguma inspiração para continuar seguindo adiante. Bom, não…

Vitorinha

Dia desses, uma amiga cariocapixaba — devaneio neológico para tentar explicar alguém nascida no Rio de Janeiro mas vivente em solos capixabas — me enviou um vídeo de um programa de uma rádio, em São Paulo, no qual o locutor e demais participantes faziam diversos elogios à capital do Espírito Santo. “Vitória é um dos…

Aniversário do Clube

Pensei em lhe escrever sobre saudade, mas veio uma dor no peito tão forte que deu até dó de compartilhar com você. Depois, me veio à mente a liberdade. Todavia, o termo é tão complexo que é melhor deixar para outra ocasião. Assim, me restou refletir sobre os seus cinco anos de existência. Pois é,…

Versão Take Away

Depois de fechado, por mais de dois meses, por conta da quarentena, o Bar Sport recebeu permissão para descerrar uma janela em atendimento ao público. A notícia correu como a velocidade da luz e, antes mesmo do espaço seguir aquela determinação, os frequentadores assíduos já estavam lá de prontidão na porta do estabelecimento. Foi só…

Maria — a Mona Lisa, o Macaroon e a Torre

Ainda na época do namoro, ele a prometia que, se um dia casassem, a Lua de Mel seria em Paris. “Ah! Paris, a capital do amor!” — exclamava ela, suspirando de entusiasmo e excitação, almejando aquele momento tão desejado. “Nossa! Que calor!” — sentindo uma vivacidade nascendo entre suas entranhas enquanto delirava de prazer, só…

Vale a pena continuar aqui?

Se pudesse, começaria este texto contando ter passados os últimos anos viajando pelo mundo inteiro com apenas uma mochila nas costas, aprendendo novos idiomas, conhecendo diversas culturas, desfrutando outros costumes e descobrindo um pouco mais de mim mesma a partir do contato e reflexo do desconhecido. Afinal, a relação com o próximo permite-me observar, ouvir…

Vita in campagna – Vida no campo

Se tem algo de fascinante nos vilarejos italianos, devo citar a espontaneidade dos encontros casuais recheados de boa comida e bebida. Passamos horas em torno a uma mesa bebendo, comendo e proseando. Nesses momentos, a vida ganha um gingado gostoso no prazer de se estar em companhia. Sabe aquelas cenas de filmes onde o calor…

Logo ali no Pacífico, lá em Cachoeiro

Dias atrás, uma tormenta passou em algum ponto distante do Oceano Pacífico, deixando, ainda hoje, a água agitada. Mesmo com o mergulho suspenso, a pescaria seguiu consentida. E, então, meu parceiro, o capitão e eu partimos do porto de Zihuatanejo, no México, adentrando o mar aberto em um barquinho a motor. … Abrindo aqui parênteses,…

Ela, a médica

(Essa crônica é um discurso em homenagem a uma amiga muito querida) Ela é não é meio; ela é inteiramente mulher: filha, irmã, amiga, colega, aluna, profissional e… Bom, ela é, naturalmente, médica por completo. Antes de entrar para a faculdade de Medicina, antes de passar por diversos obstáculos para estudar os preceitos de uma profissão…

Dieta

Costumo ver a comida como uma das melhores formas de comunicação: um modo de conhecer o outro e descobrir um pouco de si mesmo. Por isso, amo os sabores da culinária universal. Quando se come e se bebe bem, podemos, praticamente, ter um orgasmo com o prazer ofertado ao paladar. Se você me conhece, pode…