Arquivos

Vita in campagna – Vida no campo

Se tem algo de fascinante nos vilarejos italianos, devo citar a espontaneidade dos encontros casuais recheados de boa comida e bebida. Passamos horas em torno a uma mesa bebendo, comendo e proseando. Nesses momentos, a vida ganha um gingado gostoso no prazer de se estar em companhia. Sabe aquelas cenas de filmes onde o calor…

Logo ali no Pacífico, lá em Cachoeiro

Dias atrás, uma tormenta passou em algum ponto distante do Oceano Pacífico, deixando, ainda hoje, a água agitada. Mesmo com o mergulho suspenso, a pescaria seguiu consentida. E, então, meu parceiro, o capitão e eu partimos do porto de Zihuatanejo, no México, adentrando o mar aberto em um barquinho a motor. … Abrindo aqui parênteses,…

Ela, a médica

(Essa crônica é um discurso em homenagem a uma amiga muito querida) Ela é não é meio; ela é inteiramente mulher: filha, irmã, amiga, colega, aluna, profissional e… Bom, ela é, naturalmente, médica por completo. Antes de entrar para a faculdade de Medicina, antes de passar por diversos obstáculos para estudar os preceitos de uma profissão…

Dieta

Costumo ver a comida como uma das melhores formas de comunicação: um modo de conhecer o outro e descobrir um pouco de si mesmo. Por isso, amo os sabores da culinária universal. Quando se come e se bebe bem, podemos, praticamente, ter um orgasmo com o prazer ofertado ao paladar. Se você me conhece, pode…

Inspiração

Viu um vulto passando pela varanda… Sentiu o calafrio roçando pela espinha enquanto a fisgada atacava o estômago. Era ele, o vizinho, quem chegava de fininho. Estufada dos constantes questionamentos disparou: — O que você quer dessa vez? — Ela voltou? — indagou o Medo. — Não! Por quê? — retrucou. — E se ela…

Antonieta

Bem ajeitada em sua nova cama, apresentava semblante de quem estava curtindo um repouso. Obviamente, nada de quartos separados, porque ficaria no mesmo cômodo com o marido. Assim, o novo alojamento só precisaria de alguns ajustes. Aqueles os quais ela havia descrito e reescrito algumas vezes, de modo que todos compreendessem os seus desejos póstumos.…

Quem mexeu no meu chocolate?

O barulho vinha da mesa do computador. Era madrugada. Olhei o relógio: 3:30. Poxa! Não fazem nem duas horas que deitei e já acordo! Rolei para o lado e observei meu parceiro em sono profundo. Com o silêncio, o barulho volta. Viro de novo e tudo se aquieta. Conto carneirinhos; leio trechos de um livro;…

Depois deles, The Rolling Stones

Certa vez, ouvi, durante uma palestra do saudoso escritor e poeta Ariano Suassuna: “A coisa mais melancólica do mundo é um roqueiro velho.” Confesso: toda vez que ouvia eles, The Rolling Stones, lembrava daquele senhor nordestino. Mas isso foi até noite passada, antes do concerto no estádio Johan Cruijff Arena, em Amsterdam. Hoje, acordei e…

O self de Narciso em Oswiecim

Na época da faculdade, um professor de fotografia comentava, com sarcasmo e ironia, as fotos do tipo “euzinho”, em ascensão com as câmeras digitais. De fato, depois de alguns anos, essa necessidade de admiração ganhou grande promoção com a chegada das redes sociais. Mas, até que ponto queremos ser bajulados pelos outros? Vale lembrar que,…

As cabras e o pastor

Começaram pelo alto do morro. Pelo visto, atravessaram a montanha e o quintal da última casa do vilarejo foi o início da série de ataques a propriedades privadas. Os imponentes e floridos pés de pera e pêssego foram as primeiras vítimas. Estavam carregados de flores e frutos e seria o primeiro ano de colheita. Devoraram…